Crítica | Fragmentado

Por Bruna Elias 15/04/2017 - 14:30 hs

A história do suspense psicológico Fragmentado gira em torno de três garotas adolescentes que são sequestradas por um homem que sofre de Transtorno Dissociativo de Identidade, desenvolvendo 23 personalidades.

O protagonista é interpretado por James McAvoy, que atua de forma brilhante e natural, o ator mostra-se muito competente ao viver diferentes personagens ao mesmo tempo. É fascinante ver sua mudança instantânea, que vão de um homem com mania de limpeza a uma criança de nove anos de idade, além da interpretação de uma mulher.

Vale destacar também, a atuação de Anya Taylor-Joy, que encena uma das jovens sequestradas, Casey. A atriz nos transmite o medo sentido pelas meninas e os traumas que sua personagem carrega, além de tentar encontrar um jeito de escapar do psicopata.

O filme é dirigido por M. Night Shyamalan, que fez um excelente trabalho em O Sexto Sentido, depois disso dirigiu filmes como O Último Mestre do Ar, Sinais e A Visita. Agora, novamente com um grande projeto, Shymalan é eficiente e vai além das expectativas para o gênero do filme.

Fragmentado pode não ser tão impactante quanto O Sexto Sentido, mas consegue ser provocante e surpreendente. É uma obra angustiante, tensa e assustadora.

Clique aqui e confira o trailer de "Fragmentado"