Crítica | Rei Arthur: A Lenda da Espada

Por Bruna Elias 27/05/2017 - 14:30 hs

No filme, Arthur (Charlie Hunnam) é um jovem das ruas que desconhece sua verdadeira origem, tudo muda quando ele retira a espada Excalibur da pedra, obtendo como novo inimigo o rei Vortigern (Jude Law), que destruiu sua família quando Arthur era ainda criança.

O diretor do longa, Guy Ritchie (Sherlock Holmes), dá toques modernos a história clássica de Rei Arthur, com elementos estéticos muito agradáveis. De maneira geral, o roteiro e produção do filme são satisfatórias.

Nessa releitura, podemos notar pequenas mudanças na versão original da história, mas que contribuem para a criação desse novo Rei Arthur, com elementos que tornam o filme mais épico.

Rei Arthur: A Lenda da Espada tem momentos de humor, na verdade, é um filme engraçado. Charlie Hunnam atua de forma decente, entregando um bom rei Arthur, malandro e típico. Já Jude Law interpreta medianamente bem, sem muitas emoções.

Rei Arthur: A Lenda da Espada é um filme exemplar, é bem interessante visualmente, mas pode ter faltado um pouco.