Crítica | A Múmia

Por Bruna Elias 24/06/2017 - 14:30 hs

O filme conta a história de uma antiga princesa (Sofia Boutella), que foi mumificada e sepultada em uma cripta no deserto. Com seu destino arrancado, ela desperta nos dias atuais quando Nick Morton (Tom Cruise), Jenny Halsey (Annabelle Wallis) e Chris Vail (Jake Johnson) descobrem o local, acidentalmente, onde a princesa foi aprisionada, libertando a múmia para concretizar seu plano: invocar Set, o deus da morte, para governarem o mundo. Trazendo sua maldade acumulada ao longo dos anos, espalhando medo desde as areias do Oriente Médio até as ruas de Londres.

Nessa releitura de “A Múmia”, o filme segue os passos da versão de 1999 com Brendan Faser, com muitas cenas de aventura, apesar de não chegar aos pés do antecessor. Entretanto, o enredo funciona bem, situando o telespectador sobre a trama.

O filme conta com um bom elenco, que mesmo assim não foi suficiente para o sucesso da trama, além de Tom Cruise e Annabelle Wallis, temos Russell Crowe, Courtney B. Vance, entre outros rostos conhecidos.

O longa-metragem não ousa muito, nada além do que o trailer nos mostra.  O que seria o inicio promissor para o “Dark Universe”, acabou não cumprindo o que prometeu. A linha de “Universo Sombrio”, uma nova franquia de monstros da Universal, irá reunir uma série de filmes interligando clássicos do cinema. “A Múmia” foi o pontapé inicial, se tudo correr bem, “A Noiva de Frankenstein” será o próximo lançamento.