Crítica | Homem-Aranha: De Volta ao Lar

Por Bruna Elias 15/07/2017 - 14:30 hs

Peter Parker retorna aos cinemas em Homem-Aranha: De Volta ao Lar. Nesta versão mais jovem, o ator Tom Holland interpreta o super-herói, que estreou no papel no último filme do Capitão América: Guerra Civil.

Na nova trama, Peter precisa lidar com a sua recém-descoberta identidade de Homem-Aranha, manter em segredo e voltar para casa onde vive com a sua Tia May (Marisa Tomei). Ainda entusiasmado com a experiência com os Vingadores, ele tenta retorna a rotina comum na escola, mas ainda combatendo pequenos crimes na vizinhança. Até que uma grande missão aparece e ele precisa combater o terrível vilão Abutre (Michael Keaton).

O longa-metragem possui defeitos, mas é um ótimo filme de herói. É divertido, ágil e surpreendente.  A escolha do novo Homem-Aranha é um belo acerto, o jovem ator interpreta bem o repertório de cenas carismáticas, de humor e ação.

A essência do super-herói é retratada de forma bastante eficiente sendo possível acompanhar os dramas do jovem Peter Parker. Um importante destaque desta produção foi o desempenho do vilão, complexo e de fácil compreensão pelo público.

Em geral, Homem-Aranha: De Volta ao Lar é uma obra bem humorada e que acerta em cheio na produção do longa-metragem.