Projeto de professoras da Satc visa aprendizado de cálculo para deficientes visuais

Sistema será apresentado na Feira Regional de Matemática nesta quarta-feira, dia 9

Por Redação Agora na Cidade 08/08/2017 - 16:54 hs

Projeto de professoras da Satc visa aprendizado de cálculo para deficientes visuais
Foto: Érik Behenck / Portal Satc
Com o objetivo de melhorar a aprendizagem da matemática para quem é deficiente visual, as professoras da Satc Vanessa de Carlos e Beatriz Dalmolin desenvolveram o projeto Ensino de Equações para Deficientes Visuais, que também conta com a participação de outros dois alunos. O experimento será apresentado na Feira Regional de Matemática, que ocorre nesta quarta-feira, dia 9 de agosto, no ginásio do Cedup Abílio Paulo.

“É um desafio para nós. A matemática é muito abstrata, ainda mais para os deficientes visuais. Esse projeto vai ajudar, contribuindo para o aprendizado deles e para nossa didática”, explica Vanessa.

Elas desenvolveram uma espécie de régua com marcações a cada centímetro. O deficiente pode utilizá-la para aprender cálculos na prática. Além disso, as regras da disciplina são escritas em braile. “Nós adaptamos regras da matemática para que os deficientes visuais consigam compreender melhor”, conta Beatriz.

O deficiente visual Lucas Silva está participando do projeto. "Durante o período no colégio não tinha como aprender todos os conteúdos. As matérias mais difíceis eram Química, Física e Matemática. A professora pedia para olhar, mas não dava para entender", lembra.

O rapaz tem família em Orleans, mas mora sozinho em Florianópolis. Hoje é aluno do curso técnico de Manutenção Automotiva da Satc, que conta com algumas adaptações para lhe atender.

“Sou o primeiro cego a fazer o curso técnico de Manutenção Automotiva em Santa Catarina. Pretendo fazer a faculdade de Engenharia Automotiva, esse terá muitos cálculos”, planeja.

O projeto ainda é recente e, caso avance na disputa da feira regional, disputará a etapa estadual. A presença de Lucas na feira ainda não está confirmada, assim a apresentação do sistema pode não ter todo seu potencial explanado.

Colaboração: Érik Behenck / Portal Satc