Oktoberfest Criciúma agrada público, fomenta economia e já projeta a edição de 2018

Só de chopp foram mais de 20 mil litros vendidos

Por Rafaela Custódio 08/10/2017 - 20:11 hs

Oktoberfest Criciúma agrada público, fomenta economia e já projeta a edição de 2018
Foto: Divulgação/Tudo Eh Festa

O Parque das Nações, em Criciúma, foi transformado em uma vila germânica com a primeira edição da Oktoberfest Criciúma. Muito chopp, comida típica, músicas e brincadeiras, por meio de concursos, marcaram os três dias de festa, que foi aprovada pelo público, e que se fixa no calendário de eventos da cidade, sendo mais um atrativo para o fomento da economia.

Como os portões ficaram abertos até a noite deste domingo (8), o número total de pessoas será divulgado no decorrer desta semana. Segundo o presidente da comissão organizadora, Bruno Gastaldon, o evento superou as expectativas em todos os quesitos.

“A primeira edição da Oktoberfest Criciúma mostrou o quanto a cultura e a gastronomia alemã são bem-vindas ao Sul Catarinense. O sucesso do primeiro evento já garante as próximas edições da festa”, diz.

Nesta semana, os organizadores – são seis ao todo -, se reúnem com o prefeito Clésio Salvaro e com os representantes da Fundação Cultural de Criciúma (FCC) para apresentar o balanço total da festa e já começar a organizar a edição de 2018.

Desta edição, Gastaldon destacou a gastronomia e o chopp como os grandes atrativos da festa. Foram cerca de 20 mil litros de chopp e mais de dez mil pratos servidos. Só o buffet alemão comercializou mais de 1,2 mil refeições. Pão com salsinha e os hambúrgueres também fizeram sucesso contabilizando 3 mil unidades vendidas, assim como as batatas recheadas e as opções doces, como o pretzel e waffle. Demais pratos também ficaram na média de 3 mil.

“Tivemos o cuidado de oferecer um preço bastante acessível. Todos os espaços registraram ótimo movimento e agradecemos a todos que se empenharam, aos patrocinadores e principalmente ao público que veio prestigiar. A festa é de toda região e o Parque das Nações é o lugar ideal para reunir as famílias em torno de uma ótima opção de cultura e entretenimento”, ressaltou.

Realeza

A Oktoberfest Criciúma 2018 já tem realeza representante. Quem ganhou o concurso de rainha na tarde deste domingo (8) foi a estudante Ester Patrício Jeremias, de 17 anos, moradora do bairro Santa Luzia. A gratificação de representar a próxima edição da festa foi o que a levou a procurar a sede da Fundação Cultural de Criciúma (FCC) na quarta-feira (4) e fazer a inscrição.

“É uma responsabilidade, mas ao mesmo tempo uma honra representar a versão criciumense da Oktoberfest. É incrível. Vou dar o meu melhor e já estou ciente da visibilidade, porque a Oktober de Criciúma veio para ficar e a próxima edição será ainda melhor”, declarou a rainha.

As também criciumenses e estudantes, Kaoannie Fortunato, de 19 anos, e Emily Figueiredo, de 17, garantiram a faixa de 1ª e 2ª princesas, respectivamente.

O presidente da Fundação Cultural de Criciúma (FCC), Serginho Zappelini enalteceu o evento citando a importância do foco na preservação da cultura. “Gastronomia de primeira, chopp, danças típicas, enfim, foram diversas atividades. Esta festa é alemã, mas é de todas as etnias. Temos que agradecer a esses rapazes que tiveram essa iniciativa e fizeram este trabalho tão lindo pela cidade, pelo crescimento de toda nossa região. Precisamos preservar a nossa cultura, os nossos antepassados e levar isso adiante para os nossos filhos, nossos netos. Foi um grande trabalho. A Prefeitura estará sempre apoiando este tipo de evento. A Oktoberfest Criciúma veio para ficar”, colocou.

A quantidade de pessoas que passaram pela festa nos três dias do evento e a data da edição 2018 da Oktoberfest Criciúma serão divulgadas no decorrer desta semana.

 

Colaboração: Talise Freitas / Ápice 360º