Sharks é o grande campeão da LSCB

Equipe de Tubarão derrotou o COS por 70 a 68 e levou a taça deste ano

Por Rafaela Custódio 11/12/2017 - 15:37 hs

Sharks é o grande campeão da LSCB
Foto: Mateus Mastella / MC10 Assessoria e Marketing

Com direito a champagne, papel picado e volta olímpica, a equipe do Sharks vibrou muito com o título conquistado na Liga Sul Catarinense de Basketball (LSCB), na noite desde domingo (10), no Colégio Marista, em Criciúma. Numa partida muito disputada contra o Cesaca Old School (COS), o time de Tubarão ficou atrás do placar boa parte do último quarto, mas aproveitou os erros da equipe de Criciúma para passar na frente e levar a taça ao vencer por 70 a 68.

O presidente da Liga Sul Catarinense de Basketball (LSCB), Renan Custódio, agradeceu o carinho do público e de todos os envolvidos para o grande sucesso da liga deste ano. “Realmente foi muito especial, é só ver a última partida. Ginásio lotado para acompanhar o basquete, é nítido ver que a região gosta deste esporte e a gente tenta trazer isso com o maior profissionalismo possível”, reconhece. 

Disputa também nas arquibancadas

Antes mesmo de começar a terceira e decisiva partida, a intensidade do confronto vinha das arquibancadas. Torcedores de Criciúma e de Tubarão compareceram ao Marista para o grande momento e fizeram um espetáculo a parte. No primeiro quarto, muita emoção em quadra. A equipe do Sharks estava arremessando e acertando a bola de três pontos, COS trocava muitos passes e arriscava mais a cesta de dois. O equilíbrio permaneceu até o final, com vantagem para o Tubarão: 19 a 16.

No segundo quarto, COS voltou melhor e aproveitou dos erros de arremessos do Sharks para reverter o placar e ficar a frente por 34 a 33. No terceiro quarto, a emoção e o nervosismo começaram a andar juntos. Com o final do jogo se aproximando, os dois times fizeram mais faltas e a partida ficou mais parelha e o placar mostrava isso: 50 a 50. Nos últimos dez minutos, a adrenalina estava extrema na quadra. Lá e cá, os times não conseguiam tomar a frente do placar. No final, melhor para o Sharks, que foi campeão deste ano com dois pontos de diferença.

“O nosso time joga desde os 12 anos juntos e ver a torcida apoiando e o entrosamento do nosso grupo foi determinante para o título”, descreve o capitão do Sharks, Arthur Michels.

CBC com o terceiro lugar

Na disputa de terceiro lugar, um confronto muito acirrado. Nos quatro períodos, CBC e Gorillaz lutaram até os últimos minutos para saber quem ficava com o bronze. No final, melhor para o Criciúma Basquete Clube ao vencer o jogo por 80 a 75.

Colaboração: Mateus Mastella / MC10 Assessoria e Marketing