Prefeituras da AMREC assumem Banco de Olhos a partir de Janeiro

O funcionamento deverá iniciar no dia primeiro de janeiro

Por Redação Agora na Cidade 15/12/2017 - 14:33 hs

Prefeituras da AMREC assumem Banco de Olhos a partir de Janeiro
Foto: Antonio Rozeng

Os prefeitos da AMREC acertaram na última reunião de 2017, em assembleia geral da Associação por dividirem os custos e colocar em funcionamento o Banco de Olhos, a partir de primeiro de janeiro. A reunião entre os prefeitos ocorreu ontem a tarde (14), e a noite, durante a confraternização de final de ano anunciaram aos responsáveis, o presidente da Cruz Vermelha, Almir Fernandes, Adaldo de Souza.

Conforme o presidente da AMREC e prefeito de Cocal do Sul, Ademir Magagnin, a estimativa apresentada pelo prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro, durante a reunião é de aproximadamente R$ 40 mil mensais para funcionamento. O que, segundo Almir Fernandes, pode reduzir no decorrer dos trabalhos, além de possibilidade de verbas federais para os serviços.

A Prefeitura de Criciúma seria responsável por 60% deste valor. “O restante seria dividido entre os outros 11 municípios. Os números exatos e os detalhes desse processo ainda serão estudados e definidos pelos técnicos. Mas está definição é que as prefeituras serão solidárias nesse assunto”, explica.

Para presidente da AMREC, esse é um grande avanço conquistado entre as lideranças. “Considero que esse seja um dos meus últimos e mais importantes atos na presidência da AMREC. Nossa região já foi referência nacional em captação de córneas e temos tudo para voltar a este posto”, declarou.

Principal incentivador do projeto, foi convidado a participar, na noite de ontem, de evento de encerramento da AMREC para iniciar as discussões sobre a melhor forma de colocar em prática os trabalhos. De acordo com Fernandes, o foco agora será a viabilização das questões jurídicas. “Esperamos por uma decisão como essa por muito tempo. Agora temos esse sinal e precisaremos ir em busca das questões técnicas. É uma novidade aqui”, declara.