Sob protestos, Criciúma perde para o Avaí

Tigre soma terceira derrota seguida

Por Rafaela Custódio 04/02/2018 - 18:54 hs

Sob protestos, Criciúma perde para o Avaí
Foto: Rafaela Custódio

O Criciúma recebeu o Avaí na tarde deste domingo (4), no estádio Heriberto Hülse e saiu derrotado pelo placar mínimo. O gol da partida foi marcado por João Paulo no primeiro minuto do confronto. 

Jogo 

Logo no primeiro minuto de jogo, o zagueiro Nino falhou e entregou a bola nos pés de Lourenço. O atacante avaiano ia sair na cara do goleiro Luiz, mas o próprio defensor cometeu falta. Na cobrança, o lateral-esquerdo João Paulo bateu forte e alto, a bola entrou na gaveta do arqueiro carvoeiro. 

Aos 6 minutos, após trocas de passes no meio-campo, a bola ficou com Alex Maranhão, o meia-campista tocou rasteiro para o João Paulo, o atacante girou e bateu fraco, no meio do gol do goleiro Koslinski, que fez a defesa. 

O Criciúma chegou mais uma vez ao ataque pela direita. O lateral Carlos Eduardo cruzou e Maílson ganhou da defesa e cabeceou, mas o arqueiro avaiano ficou com a bola. No lance seguinte, depois de troca de passes, Alex Maranhão ficou com a bola e arriscou um chute de fora da área, mas subiu demais. 

As chances dos donos da casa não pararam de aparecer. Aos 19 minutos, Elvis tocou para Douglas Moreira, o volante foi a linha de fundo e cruzou, o atacante João Paulo, sozinho na pequena área, cabeceou para fora e perdeu uma ótima oportunidade. Aos 26, o Tigre chegou mais uma vez ao gol adversário, desta vez com Maílson. O atacante recebeu na frente da área e chutou rasteiro, entretanto, a bola ficou com Koslinski. 

O Avaí quase ampliou com Alemão. Após cobrança de escanteio, o zagueiro subiu mais que a defesa carvoeira e cabeceou para o gol, mas a bola subiu demais. 

Os donos da cara quase empataram com Douglas Moreira. O volante recebeu, tirou do marcador e arriscou um chute de fora da área, a bola parou no poste esquerdo do arqueiro avaiano. 

As oportunidades do Criciúma continuaram até os minutos finais do primeiro tempo. Aos 44, Carlos Eduardo cobrou falta e a bola foi na gaveta, mas o goleiro Koslinski fez uma grande defesa e espalmou para a linha de fundo. 

Segundo tempo

A primeira oportunidade da etapa final foi do Avaí. Logo aos 2 minutos, André Moritz arriscou de fora da área e obrigou Luiz a fazer uma bela defesa. No lance seguinte, foi a vez de o Tigre assustar. Alex Maranhão cobrou falta, porém a zaga afastou. No rebote a bola ficou com Elvis, que lançou para João Paulo na esquerda, o atacante cruzou e a defesa afastou para a linha de fundo. Na cobrança do escanteio de Elvis, a zaga novamente levou a melhor. 

Aos 11 minutos, o Criciúma perdeu Elvis expulso. O meia-campista arrancou para o ataque e acertou com a mão no rosto do atacante avaiano. 

Após o lance da expulsão, o técnico Grizzo mexeu na equipe. Deixou o jogo Carlos Eduardo e estreou com a camisa tricolor Luiz Fernando. A segunda substituição do Tigre não demorou acontecer. Saiu Barreto e entrou Wallacer.

O Avaí também teve um jogador expulso. Aos 27, Getúlio puxou a camisa de Andrew e recebeu o segundo amarelo e, por consequência, o vermelho. 

Aos 30 minutos, o técnico Grizzo fez a última substituição. Deixou o confronto Alex Maranhão e entrou Siloé.

O Criciúma quase empatou a partida aos 32. O meia Wallacer tocou para Luiz Fernando que tirou o marcador e chutou cruzado, o goleiro Koslinski espalmou para frente e no rebote Siloé novamente tentou, mas a defesa afastou.

Os donos da casa tiveram mais uma oportunidade aos 37. Depois de fazer boa jogada na linha de fundo, Luiz Fernando cruzou e Nino cabeceou, mas a bola subiu demais. No lance seguinte foi a vez de Wallacer tentar. O meia recebeu e chutou colocado, porém, a bola saiu à direita do gol. 

O Criciúma buscou o empate, mas parou na defesa avaiana.

O próximo compromisso do Tigre é na quarta-feira (7), diante do São Caetano, pela Copa do Brasil. A partida será disputada em São Caetano do Sul.