Atleta catarinense é destaque no tiro ao prato

Marielen Madeira de Costa, de 29 anos já subiu ao pódio em mais de dez campeonatos

Por Rafaela Custódio 04/12/2017 - 19:19 hs

Atleta catarinense é destaque no tiro ao prato
Foto: Reprodução

Velocidade, concentração e precisão são pontos que marcam o atleta de tiro esportivo, modalidade olímpica desde Atenas, em 1896.

O esporte chegou ao Brasil no século XIX. No Sul do país, veio com os alemães e italianos, que trouxeram seus costumes e hábitos. Atualmente a modalidade possui a Confederação Brasileira de Tiro Esportivo (CBTE).

O tiro ao prato se divide em três grupos: pistola, carabina e tiro ao prato. A última categoria é a paixão de Marielen Madeira de Costa, de 29 anos, que está há um ano praticando o esporte. A atleta iniciou na modalidade por diversão e ia aos campeonatos sem compromisso.

Após se filiar a um clube de caça e tiro e fazer toda a documentação exigida para ser uma atiradora desportista, ela iniciou na modalidade de tiro ao alvo. Mas foi no final de 2016 que ela conheceu a equipe de tiro ao prato do Clube de Caça e Tiro de Urussanga (CCTU).

Em fevereiro de 2017, eu tinha todo o equipamento necessário para começar a treinar e no mesmo mês eu já iniciei competindo profissionalmente no Campeonato Catarinense, Brasileiro e Liga Nacional”, explicou a atleta.

Marielen ainda não se mantém com a modalidade esportiva e trabalha como gerente administrativa em uma empresa para conseguir manter-se no esporte. “Como no Brasil toda modalidade esportiva tem-se grande dificuldade de praticá-la profissionalmente e manter-se única e exclusivamente dela, eu preciso ter uma profissão paralela, ainda mais se tratando de uma modalidade esportiva como a que eu pratico. Tratando-se de patrocínio, também é muito difícil de conseguir”, revelou.

O preconceito também fez parte da trajetória de Marielen. Mas a atleta considera que conquistou seu espaço na modalidade. “Em um meio predominantemente masculino, eu tive de ter determinação e esforço para ganhar meu espaço e o respeito dos outros atletas”, afirmou.

Treinos

A atleta realiza seus treinos no CCTU, em Urussanga. Além disso, ela realiza treinamento também no Clube de Caça e Tiro de Tubarão José Siebert.

Campeonatos e Classificação

As competições possuem nove etapas que acontecem durante o ano. O atleta compete primeiramente nos campeonatos regionais para, por último, ir ao playoff.  As somas de suas conquistas durante as etapas no decorrer do ano fazem com que o atleta decida sua classificação final no playoff.

Família – amor incondicional

A família de Marielen a apoia e está sempre ao seu lado nas competições. “Além da minha família, o meu namorado está sempre comigo nos campeonatos, me apoiando e incentivando sempre. Esse apoio é fundamental para a minha estabilidade emocional e para alcançar meus objetivos”, contou.

Conquistas

Praticando o esporte há um ano, Marielen já subiu ao pódio em 12 campeonatos. Confira:

Campeã catarinense 2017 (1º lugar em oito etapas na modalidade single)

Campeã brasileira (1º lugar em três etapas na modalidade single)

Campeã da Liga Nacional (1º lugar em três etapas na modalidade single)

Vice-campeã no Campeonato Brasileiro (2º lugar em duas etapas na modalidade single)

Vice-campeã da Liga Nacional (2º lugar em duas etapas da modalidade single)

Terceiro lugar no Campeonato Brasileiro (3º lugar em duas etapas na modalidade single)

Terceiro lugar no Campeonato Brasileiro (3º lugar em uma etapa na modalidade TRAP100)

Terceiro lugar na Liga Nacional (3º lugar em duas etapas na modalidade single)

Terceiro lugar da Liga Nacional (3º lugar em uma etapa na modalidade TRAP100)

Terceiro lugar geral no Campeonato Brasileiro (3º lugar geral na modalidade single)

Terceiro lugar geral na Liga Nacional (3º lugar geral na modalidade single)

Campeã do Top Gun no Playoff 2017. (disputa entre as seis melhores colocadas do país de todas as etapas do ano de 2017).